Quem vai cuidar da sua obra?

Já imaginou um ambiente em que ao subir uma escada você bata a cabeça na laje, onde os interruptores e tomadas fiquem atrás das portas ou em locais de difícil acesso, onde para abrir ou fechar uma porta você tenha que se espremer em um cantinho da parede. Situações como essas podem ser evitadas quando o projeto e execução da obra são realizados por profissionais especializados e competentes.

Para evitar essas situações é importante contratar um arquiteto para fazer a distribuição correta de ambientes e a escolha de materiais; e um engenheiro para fazer os cálculos estruturais, dimensionamento hidráulico e elétrico. Além de uma boa construtora/empreiteira para executar a obra.

É preciso ter atenção especial ao contratar esses profissionais e não considerar apenas o preço, mas observar outros fatores importantes antes de fechar um contrato, como:

  • Conhecer o portfólio do profissional ou empresa.
  • Ver se o estilo de construção em que o profissional é especializado se enquadra em sua obra.
  • Procurar referências sobre esses profissionais/empresas com clientes atendidos por eles.
  • Se possível visitar algumas obras realizadas por essa empresa.
  • Ler atentamente o contrato atentando-se aos valores, prazos, e detalhes importantes sobre o projeto.
  • Exigir por escrito informações corretas e claras dos serviços, no que diz respeito às características, composição, qualidade, preço e entrega.
  • Verificar a conduta do profissional junto ao CREA.
  • Exigir que sejam obedecidas as normas técnicas, legais e de segurança para a construção.

Observando esses detalhes e contratando profissionais qualificados e de confiança você garante a qualidade de sua obra e evita situações incomodas.

Aplicação das Cores no Ambiente Corporativo

As cores quando utilizadas de forma planejada no ambiente corporativo são capazes de expressar a identidade de uma empresa e estimular um trabalho mais produtivo.

Podem ser utilizadas também para diferenciar os diversos departamentos de uma empresa, assim como as atividades desenvolvidas por eles. Sendo que em ambientes cujas atividades são pouco movimentadas é recomendado utilizar cores mais vibrantes que estimulem uma maior movimentação e produtividade, enquanto em ambientes que exigem mais concentração o ideal é utilizar cores que transmitam tranquilidade.

Como as cores podem influenciar no estado emocional, humor e comportamento das pessoas é preciso tomar cuidado para criar um ambiente com cores harmonizadas para que não causem stress ou torne o ambiente depressivo.

Em geral as cores quentes estimulam a energia e criatividade, mas se usadas em excesso podem causar stress e predispor um ambiente com discussões e espíritos elevados, enquanto as cores frias são recomendadas para estimular o relaxamento e sobriedade, mas se utilizadas sem equilíbrio podem deixar o ambiente monótono e depressivo.

As cores também tem a propriedade de modificar a percepção de um ambiente dando a impressão de um ambiente mais amplo ou menor dependo dos tons utilizados, as cores frias tendem a passar a impressão de um ambiente mais amplo, enquanto as cores quentes transmitem um ambiente menor e mais aconchegante.

A iluminação interfere na qualidade e percepção de uma cor, podendo modificar os efeitos das cores sobre o ambiente. Sendo assim é necessário ter um planejamento em que as cores e a iluminação estejam em harmonia para proporcionar um local confortável e produtivo.

Como podemos perceber as cores no ambiente corporativo vem sendo trabalhadas não apenas no âmbito estético, mas também pensando na funcionalidade do espaço, saúde emocional e satisfação dos colaboradores e clientes.

cores

Arquitetura como Elemento Estratégico nas Empresas

As empresas estão se preocupando cada vez mais com a estrutura de suas edificações, não só com uma fachada bonita, mas também um ambiente confortável, um layout diferenciado que torne o ambiente corporativo mais produtivo.

Diante disso a arquitetura corporativa vem sendo considerada um importante elemento estratégico para melhorar o ambiente de trabalho e atrair a atenção dos clientes com formatos arquitetônicos diferenciados, layouts que facilitam o desempenho das atividades e a logística dentro das empresas, criando um ambiente onde os funcionários possam produzir mais e melhor e onde os clientes sintam-se confortáveis e acolhidos.

Para atender essas necessidades o mercado vem apresentando novas tecnologias, materiais, técnicas aplicativas e métodos construtivos especialmente para satisfazer essa demanda corporativa.

Esse conceito de arquitetura corporativa é usado não apenas para a construção de novas empresas, mas também em reformas de corporações que tem o intuito de aprimorar sua estrutura para atender melhor os clientes e motivar os colaboradores.

É preciso também considerar não só o projeto arquitetônico, mas quem irá executá-lo. Contratar uma construtora especializada nesse segmento de obras corporativas pode fazer toda a diferença no resultado final do projeto.

Torne o ambiente de sua empresa mais agradável e produtivo, contando com os serviços de uma empresa especializada no segmento corporativo e comprometida com a satisfação dos clientes. Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Iluvia Engenharia (41) 3524-4040 contato@iluvia.com.br.

1417528385537_scrapeenet

Edifícios Subterrâneos

        Estamos acostumados a ver metrôs, passagens de pedestres, túneis e algumas lojas subterrâneas, mas já imaginou edifícios com vários pisos abaixo da terra? Essa foi a alternativa encontrada por arquitetos mexicanos para controlar o crescimento da Cidade do México.

      Esse ano foi inaugurado o Centro Comercial Garden Santa Fe na Cidade do México, com 65 mil m² distribuídos em 06 pisos abaixo da terra, sendo 04 de estacionamento e 02 pisos comerciais com 90 lojas. O empreendimento fica a uma profundidade de 35 metros abaixo da terra e tem estruturas em formas de cones por onde são captadas a luz natural e o ar.

mosaico santa féSanta-Fe-mall-subterraneo-gardenstafe

       Outro projeto de edifício subterrâneo o Rascasuelos, é um empreendimento mais ousado e considerado um dos mais polêmicos do México. Consiste na construção de uma pirâmide invertida  com 65 pisos subterrâneos para abrigar lojas e escritórios sob a principal praça da capital mexicana a praça Zócalo. O projeto apresenta um vazio no centro da pirâmide por onde vai circular o ar e captar a luz natural. O custo estimado da obra é de US$769 milhões de dólares.

          A maior polêmica para a construção do Rascasuelos é o fato de que o local em que será construído era o coração da capital do povo asteca Tenochtitlán e sob a praça Zócalo existem vários vestígios dessa antiga civilização. Além disso às margens da praça estão alguns dos edifícios mais antigos do México e também é uma área bastante vulnerável a tremores.

        No entanto os responsáveis pelo projeto garantem que as obras do Rascasuelos não afetará a estrutura da região e que a técnica de construção que será utilizada já prevê o risco de movimentos de terra.

mosaico rascasuelos

Fonte: Inovação Tecnológica. http://www.inovacaotecnologica.com.br