Utilização de Água nas Obras

A crise hídrica que acontece no Brasil, principalmente em São Paulo, atinge diretamente o setor de construção civil, pois a água é um recurso fundamental para a execução das obras.

Estudos apontam que a construção civil desperdiça de 25% a 30% dos recursos naturais utilizados na obra como matérias primas, água e energia.

Para mudar esse panorama muitas construtoras estão investindo em campanhas, palestras e cursos para conscientizar os trabalhadores das obras do impacto que esse desperdício de recursos naturais pode causar no planeta.

Além de diminuir o desperdício, as empresas de construção civil também estão buscando formas de utilizar a água das chuvas na execução das obras, além de utilizar materiais e equipamentos que gastem menos água e energia.

Essas pequenas mudanças nas obras podem gerar uma importante economia de recursos hídricos, pois segundo a Agência Nacional de Águas (ANA) o setor de construção civil é responsável por 16% do consumo de água potável do país.

reciclagem água

O Deasafio do Gerenciamento de Obras

O gerenciamento de uma obra envolve administrar simultaneamente o cumprimento do cronograma, a previsão financeira, e as equipes formadas por profissionais com comportamentos diversificados.

A equipe de profissionais envolvidos em uma obra geralmente é grande e diversificada englobando pedreiros, eletricistas, pintores, encanadores, paisagistas, etc; o que exige coordenação e supervisão constantes. Assim como a previsão financeira que deve ser monitorada continuamente e o cronograma que precisa ser cumprido sem atrasos para não ocasionar problemas com o cliente ou prejuízos financeiros.

O bom gerenciamento da obra traz benefícios como rapidez na conclusão dos serviços, segurança nas informações passadas ao cliente, controle dos gastos da obra, entre outros.

Entre as funções do gerenciador de obras está: contratação mão de obra especializada, coordenação de cada profissional individualmente, escolha dos materiais e acabamentos e acompanhamento da utilização dos mesmos para evitar o desperdício, controle do orçamento e cronograma e zelo pela fiel execução dos projetos.

No decorrer dos serviços pode surgir a necessidade de fazer alterações na obra, nesses casos um bom gerenciador vai saber indicar a melhor solução e que não comprometa o projeto aprovado.

Considerando os benefícios do bom gerenciamento da obra, esse serviço se configura como um investimento indispensável para o sucesso da execução do projeto.