Edifícios Subterrâneos

        Estamos acostumados a ver metrôs, passagens de pedestres, túneis e algumas lojas subterrâneas, mas já imaginou edifícios com vários pisos abaixo da terra? Essa foi a alternativa encontrada por arquitetos mexicanos para controlar o crescimento da Cidade do México.

      Esse ano foi inaugurado o Centro Comercial Garden Santa Fe na Cidade do México, com 65 mil m² distribuídos em 06 pisos abaixo da terra, sendo 04 de estacionamento e 02 pisos comerciais com 90 lojas. O empreendimento fica a uma profundidade de 35 metros abaixo da terra e tem estruturas em formas de cones por onde são captadas a luz natural e o ar.

mosaico santa féSanta-Fe-mall-subterraneo-gardenstafe

       Outro projeto de edifício subterrâneo o Rascasuelos, é um empreendimento mais ousado e considerado um dos mais polêmicos do México. Consiste na construção de uma pirâmide invertida  com 65 pisos subterrâneos para abrigar lojas e escritórios sob a principal praça da capital mexicana a praça Zócalo. O projeto apresenta um vazio no centro da pirâmide por onde vai circular o ar e captar a luz natural. O custo estimado da obra é de US$769 milhões de dólares.

          A maior polêmica para a construção do Rascasuelos é o fato de que o local em que será construído era o coração da capital do povo asteca Tenochtitlán e sob a praça Zócalo existem vários vestígios dessa antiga civilização. Além disso às margens da praça estão alguns dos edifícios mais antigos do México e também é uma área bastante vulnerável a tremores.

        No entanto os responsáveis pelo projeto garantem que as obras do Rascasuelos não afetará a estrutura da região e que a técnica de construção que será utilizada já prevê o risco de movimentos de terra.

mosaico rascasuelos

Fonte: Inovação Tecnológica. http://www.inovacaotecnologica.com.br

Produtividade no Canteiro de Obras

     O desaquecimento apresentado pelo mercado da construção civil nos últimos meses está pressionando as construtoras a buscar mais eficiência em seus processos e aumentar a produtividade no canteiro de obras.

     As empresas estão procurando novas soluções para construção que reduzam o número de operários na obra e agilizem os processos produtivos, mantendo a qualidade dos serviços prestados. As grandes construtoras e incorporadoras do país já adotaram muitas novidades que facilitam e agilizam os serviços nas obras como os elevadores, gruas, plataformas de trabalho aéreo, máquina para aplicação de gesso ou concreto, etc.

       Porém muitas soluções presentes no mercado ainda são pouco utilizadas devido a resistência dos prestadores de serviço terceirizados que cobram por hora e por isso preferem utilizar os métodos construtivos antigos. Outra barreira para adoção dessas soluções é que muitas construtoras avaliam apenas o custo desses materiais ou equipamentos sem considerar os benefícios indiretos que eles trazem para a execução das obras além do fato de que alguns equipamentos necessitam de mão de obra especializada e uma boa logística e racionalização do canteiro de obras.

       Existem vários fatores que influenciam na execução dos serviços e algumas ações simples podem melhorar a produtividade do canteiro de obras. Na figura abaixo estão representados alguns fatores que podem atrasar ou agilizar a obra.

foto blog